quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Niver do Willian

Hoje o amor da minha vida completa 40 anos.
Parabéns amor, que a vida te sorria sempre e que fiquemos juntos até ficarmos bem velhinhos.
Que a nossa família continue assim, sempre unida, nos amando cada vez mais. Que a saúde, a amizade, o respeito e a confiança continuem imperando em nosso lar e que eu continue conseguindo fazer você(como vc mesmo diz) o Homem mais feliz do mundo, porque eu sou a mulher mais feliz do mundo ao seu lado.
Te amo muito.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Ferias corridas...

  Semana passada,tiramos uns dias de folga e fomos para a praia. Estávamos precisando de uns dias só nosso. Fomos para Piúma no estado do Espírito Santo, ficamos por lá sete dias e sinceramente, foram diasde descanço e muita harmonia entre nós quatro... vejam algumas fotos:

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Dia do Professor

Recebi ontem uma mensagem do dia dos professores da supervisora de uma escola em que eu trabalhei. Achei muito bonita e resolvi homenagear todos os meus colegas de profissão com essas sábias palavras de Paulo Freire:
" Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores. Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados. Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho.
A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem “águias” e não apenas “galinhas”. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda."
(Paulo Freire).



Parabéns para todos, nós merecemos!




quarta-feira, 5 de outubro de 2011

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Pudim:


"Não há nada que me deixe mais frustrada do que pedir Pudim de sobremesa, contar os minutos até ele chegar e aí ver o garçom colocar na minha frente um pedacinho minúsculo do meu pudim preferido. Um só.
Quanto mais sofisticado o restaurante, menor a porção da sobremesa. Aí a vontade que dá é de passar numa loja de conveniência, comprar um pudim bem cremoso e saborear em casa com direito a repetir quantas vezes a gente quiser, sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação...
O PUDIM é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano.
A vida anda cheia de meias porções, de prazeres meia-boca, de aventuras pela metade.
A gente sai pra jantar, mas come pouco. Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons. Conquista a chamada liberdade sexual, mas tem que fingir que é difícil (a imensa maioria das mulheres continua com pavor de ser rotulada de "fácil").
Adora tomar um banho demorado, mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta. Quer beijar aquele cara 20 anos mais novo, mas tem medo de fazer papel ridículo. Tem vontade de ficar em casa vendo um DVD, esparramada no sofá, mas se obriga a ir malhar. E por aí vai.
Tantos deveres, tanta preocupação em "acertar", tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação... Aí a vida vai ficando sem tempero, politicamente correta e existencialmente sem-graça, enquanto a gente vai ficando melancolicamente sem tesão...
Às vezes dá vontade de fazer tudo "errado". Deixar de lado a régua, o compasso, a bússola, a balança e os 10 mandamentos. Ser ridícula, inadequada, incoerente e não estar nem aí pro que dizem e o que pensam a nosso respeito. Recusar prazeres incompletos e meias porções.
Até Santo Agostinho, que foi santo, uma vez se rebelou e disse uma frase mais ou menos assim:
'Deus, dai-me continência e castidade, mas não agora...'
Nós, que não aspiramos à santidade e estamos aqui de passagem, podemos (devemos??) desejar vários pedaços de pudim, bombons de muitos sabores, vários beijos bem dados, a água batendo sem pressa no corpo, o coração saciado.
Um dia a gente cria juízo.
Um dia.
Não tem que ser agora.
Por isso, garçom, por favor, me traga: um pudim inteiro, um sofá para eu ver 10 episódios do "Law and Order", uma caixa de trufas bem macias e o Brad Pitt, nu, embrulhado pra presente. OK ??
Não necessariamente nessa ordem.
Depois a gente vê como é que faz para consertar..."

(autoria desconhecida. texto extraído do blog http://noauge4ponto0.blogspot.com/)