sábado, 28 de julho de 2007

Ontem fiz a minha primeira ultra som, graças a Deus o bebê esta firme e forte.

Oração do Bebê





sexta-feira, 27 de julho de 2007

Ontem Foi dia dos Avós...

Eu não me esqueci de postar, é que eu estava em Ubá, mas desejo muita saúde e alegrias para todas as vovós e vovôs do brasil. Em especial para os avós da luíza: vovô Ary, vovó Lurdinha , vovô Tatão e vovó Hilda.

Vou postar aqui um texto da Raquel de Queiroz que eu acho lindo:


A ARTE DE SER AVÓ

Rachel de Queiroz

Quarenta anos, quarenta e cinco. Você sente, obscuramente, nos seus ossos, que o tempo passou mais depressa do que esperava. Não lhe incomoda envelhecer, é claro. A velhice tem suas alegrias, as sua compensações - todos dizem isso, embora você pessoalmente, ainda não as tenha descoberto - mas acredita. Todavia, também obscuramente, também sentida nos seus ossos, às vezes lhe dá aquela nostalgia da mocidade. Não de amores nem de paixão; a doçura da meia-idade não lhe exige essas efervescências. A saudade é de alguma coisa que você tinha e lhe fugiu sutilmente junto com a mocidade. Bracinhos de criança no seu pescoço. Choro de criança. O tumulto da presença infantil ao seu redor. Meu Deus, para onde foram as suas crianças? Naqueles adultos cheios de problemas, que hoje são seus filhos, que têm sogro e sogra, cônjuge, emprego, apartamento e prestações, você não encontra de modo algum as suas crianças perdidas. São homens e mulheres - não são mais aqueles que você recorda. E então, um belo dia, sem que lhe fosse imposta nenhuma das agonias da gestação ou do parto, o doutor lhe põe nos braços um menino. Completamente grátis - nisso é que está a maravilha. Sem dores, sem choro, aquela criancinha da sua raça, da qual você morria de saudades, símbolo ou penhor da mocidade perdida. Pois aquela criancinha, longe de ser um estranho, é um menino que se lhe é "devolvido". E o espantoso é que todos lhe reconhecem o seu direito sobre ele, ou pelo menos o seu direito de o amar com extravagância; ao contrário, causaria escândalo ou decepção, se você não o acolhesse imediatamente com todo aquele amor que há anos se acumulava, desdenhado, no seu coração. Sim, tenho a certeza de que a vida nos dá os netos para nos compensar de todas as mutilações trazidas pela velhice. São amores novos, profundos e felizes, que vêm ocupar aquele lugar vazio, nostálgico, deixado pelos arroubos juvenis. Aliás, desconfio muito de que netos são melhores que namorados, pois que as violências da mocidade produzem mais lágrimas do que enlevos. Se o Doutor Fausto fosse avô, trocaria calmamente dez Margaridas por um neto... No entanto! Nem tudo são flores no caminho da avó. Há, acima de tudo, o entrave maior, a grande rival: a mãe. Não importa que ela, em si, seja sua filha. Não deixa por isso de ser a mãe do neto. Não importa que ela hipocritamente, ensine a criança a lhe dar beijos e a lhe chamar de "vovozinha" e lhe conte que de noite, às vezes, ele de repente acorda e pergunta por você. São lisonjas, nada mais. No fundo ela é rival mesmo. Rigorosamente, nas suas posições respectivas, a mãe e a avó representam, em relação ao neto, papéis muito semelhantes ao da esposa e da amante nos triângulos conjugais. A mãe tem todas as vantagens da domesticidade e da presença constante. Dorme com ele, dá-lhe banho, veste-o, embala-o de noite. Contra si tem a fadiga da rotina, a obrigação de educar e o ônus de castigar. Já a avó não tem direitos legais, mas oferece a sedução do romance e do imprevisto. Mora em outra casa. Traz presentes. Faz coisas não programadas. Leva a passear, "não ralha nunca". Deixa lambuzar de pirulito. Não tem a menor pretensão pedagógica. É a confidente das horas de ressentimento, o último recurso dos momentos de opressão, a secreta aliada nas crises de rebeldia. Uma noite passada em sua casa é uma deliciosa fuga à rotina, tem todos os encantos de uma aventura. Lá não há linha divisória entre o proibido e o permitido, antes uma maravilhosa subversão da disciplina. Dormir sem lavar as mãos, recusar a sopa e comer croquetes, tomar café, mexer na louça, fazer trem com as cadeiras na sala, destruir revistas, derramar água no gato, acender e apagar a luz elétrica mil vezes se quiser - e até fingir que está discando o telefone. Riscar a parede com lápis dizendo que foi sem querer - e ser acreditado! Fazer má-criação aos gritos e em vez de apanhar ir para os braços do avô, e lá escutar os debates sobre os perigos e os erros da educação moderna... Sabe-se que, no reino dos céus, o cristão defunto desfruta os mais requintados prazeres da alma. Porém não estarão muito acima da alegria de sair de mãos dadas com o seu neto, numa manhã de sol. E olhe que aqui embaixo você ainda tem o direito de sentir orgulho, que aos bem-aventurados será defeso. Meu Deus, o olhar das outras avós com seus filhotes magricelas ou obesos, a morrerem de inveja do seu maravilhoso neto! E quando você vai embalar o neto e ele, tonto de sono, abre um olho, lhe reconhece, sorri e diz "Vó", seu coração estala de felicidade, como pão ao forno. E o misterioso entendimento que há entre avó e neto, na hora em que a mãe castiga, e ele olha para você, sabendo que, se você não ousa intervir abertamente, pelo menos lhe dá sua incondicional cumplicidade. Até as coisas negativas se viram em alegrias quando se intrometem entre avó e neto: o bibelô de estimação que se quebrou porque o menino - involuntariamente! - bateu com a bola nele. Está quebrado e remendado, mas enriquecido com preciosas recordações: os cacos na mãozinha, os olhos arregalados, o beicinho pronto para o choro; e depois o sorriso malandro e aliviado porque "ninguém" se zangou, o culpado foi a bola mesma, não foi, vó? Era um simples boneco que custou caro. Hoje é relíquia: não tem dinheiro que pague.


Prá terminar uma fotinha da Luíza com a vovó Lurdinha.

domingo, 22 de julho de 2007

Hoje estava olhando os arquivos de uma blog que vizito sempre e que me orientou muito na primeira gravidez, quando eu deparei com ssa poesia e achei tão linda que resouvi publicá-la aqui também.oblog que eu tirei essa poesia é: http://www.flavoli-mamae.blogger.com.br
Tô chegando, Pai !
© Silvia Schmidt ©

Pai, desde que fui semeado aqui, minha Vida não tem sido ruim.
No começo eu fui tomando forma, fui crescendo, crescendo e, agora, eu já pareço uma cópia (meio achatadinha) de você.
Pai, como tem água aqui!
Antes de sair, quero lhe dizer que não estou com medo.
Alguns anjinhos me contaram que vou morar num lugar apelidado de " Planeta Água ".
Então, creio que não vou estranhar muito.
Quero avisar-lhe que na hora em que eu sair, vou abrir um berreiro daqueles, tá?
Afinal, vou dar de cara com um baita espaço e muita gente estranha em volta de mim !
No começo vou dar um pouquinho de trabalho, viu?
Até eu me habituar, muitas vezes vou acordá-lo por causa de dorzinhas de barriga, de ouvido, resfriadinhos e aquelas coisas próprias de gente muito pequena.
Ah! ... não fique com ciúme da mãe, viu?
Por algum tempo ela deixará você meio em segundo plano, pois estará por demais ocupada com a grande novidade chamada EU.
Isso não quer dizer que o Amor dela por você terá diminuído.
Na continuação, tudo irá se ajeitando, o Amor que teremos um pelo outro aumentará cada vez mais e, um belo dia, você se verá encomendando uma correntinha com um pingente de ouro incrustado com meu primeiro dente de leite.
Isso sem falar nas minhas botinhas, que você levará penduradas no espelho retrovisor do carro!
Mais adiante irei para a escola, nos finais de semana brincaremos juntos e, finalmente, um dia estarei crescido, talvez do seu tamanho ou até maior.
Lembrarei com saudade dos maravilhosos momentos que teremos passado juntos e, em todos os meus aniversários, eu lhe darei mais um daqueles emocionados abraços, dizendo:
" Segura mais esse, Pai!
Filho criado é trabalho dobrado!
" Tô chegando, Pai!

sábado, 21 de julho de 2007







Amanhã entro na 6° semana da gestação, e olha só o que acontece durante essa semana:

Os primeiros batimentos cardíacos do embrião já começaram. Ele mede cerca de 2,5 mm de comprimento no início dessa semana e tem a forma de um "S". O embrião já apresenta o esboço da cabeça, coração e um tubo neural. O crescimento é muito rápido nessa fase. O cordão umbilical se forma. Os olhos e ouvidos começam a se desenvolver, bem como a boca e a língua. O coração primitivo já começou a bombear sangue e a maioria dos órgãos estão em formação. O coração e o fígado combinados possuem o mesmo volume da cabeça nesse período. Os brotos dos futuros braços e pernas começam a se formar. No final desta semana o embrião adota a forma de um "C", mede cerca de 5,0 mm e pesa em torno de 0,4 g.
As náuseas começam a intensificar. O enjôo matinal é uma companhia para qualquer hora do dia. Você "deseja" alguns tipos de alimentos enquanto o "simples pensamento" a respeito de outros tipos de comida levam você ao banheiro. Devido a esse período ser crítico para o desenvolvimento do seu bebê evite álcool, remédios, drogas e tratamentos estéticos (permanentes, colorir os cabelos, etc.). Se você ainda não marcou, marque a sua primeira consulta pré-natal.


Quanto a minha filhota, ela tá cada vez mais linda, esperta, inteligentíssima e muuuuuuuuito levada. Luíza eu te amo de mais.

quinta-feira, 19 de julho de 2007





DESEJO.

Desejo a você
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme de Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música do Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver uma Banda passar
Noite com lua cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir o canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender uma nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr do sol na roça
Um violão
Ter um ombro sempre amigo
Uma tarde amena
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Bolero de Ravel...
E muito carinho meu...

(Carlos Drummond de Andradre)





Oração.

Hoje passo por aqui para que, unidos ofereçamos um “Pai Nosso” às vítimas do acidente com o vôo 3054 da TAM e também para conforto de todos seus familiares:Pai Nosso que estais no céu,santificado seja o vosso nome,vem a nós o vosso reino,seja feita a vossa vontadeassim na terra como no céu.O pão nosso de cada dia nos dai hoje,perdoai as nossas ofensas,assim como nós perdoamosa quem nos tem ofendido,não nos deixei cair em tentação,mas livrai-nos do mal.Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno. Brilhe para eles a luz perpétua. Descansem em paz.Amém.Disse-lhes Jesus:“Eu sou a ressurreição e a vida.Aquele que crê em mim ainda que morto viverá.E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá”.João 11:25-26Não deixe essa oração parada, repasse aos seus amigos, pois, todos sabemos a força de uma oração! BRASIL DE LUTO UM GRANDE ABRAÇO FRATERNO E UM BEIJO NO CORAÇÃO. MEUS SENTIMENTOS.

quarta-feira, 18 de julho de 2007

Homenagem aos amores da minha vida...

Willian, Luíza e bebezinho (a) na barriguinha da mamãe: Amo muito voces...

Avião sem asa Fogueira sem brasa
Sou eu assim sem você
Futebol sem bola Piu-piu sem Frajola
Sou eu assim sem você
Porque que é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil auto-falantes
Vão poder falar por mim
Amor sem beijinho Buchecha sem Claudinho
Sou eu assim sem você
Circo sem palhaço Namoro sem abraço
Sou eu assim sem você
Tô louco pra te ver chegar
Tô louco pra te ter nas mãos
Deitar no teu abraço
Retomar o pedaço
Que falta no meu coração
Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver
Mas o relógio tá de mal comigo(2x) Por quê? Por quê?
Neném sem chupeta Romeu sem Julieta
Sou eu assim sem você
Carro sem estrada Queijo sem goiabada
Sou eu assim sem você
Porque que é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil auto-falantes
Vão poder falar por mim
Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver
Mas o relógio tá de mal comigo (2x) Por que? Por que?

terça-feira, 17 de julho de 2007

ESTOU GRAVIDÌSSIMA...

Gente, eu não acreditei quando lí o exame... a sensação foi igual a da Luíza, uma tremedeira imensa nas pernas. Eu estou muito feliz, aliás, estamos todos comemorando o resultado, se Deus quiser, e ele há de querer, daqui alguns meses eu vou estar com o meu mais novo bebezinho em meus braços.

Estou na 5° semana de gestação, semana que vem já vou fazer a minha primeira ultra som.



5° semana.
(cerca de 3 semanas após a concepção).

O embrião em desenvolvimento tem 3 membranas celulares. Na membrana superior (ectoderma), forma-se o tubo neural, que posteriormente se transformará no sistema nervoso (cérebro, medula espinhal), pele, pelos e cabelos, lentes do olho, revestimento dos ouvidos interno e externo, nariz, seios da face, boca, ânus, esmalte dos dentes, hipófise e glândulas mamárias. Na membrana do meio (mesoderma), o coração e o sistema circulatório, os pulmões, ossos, músculos, tecido linfático, baço, sistema excretor (rins e ureteres) e órgãos reprodutivos vão se formar. Nesse estágio, entretanto, o coração e o sistema circulatório se desenvolvem muito mais rapidamente. Na verdade, o sistema circulatório é o primeiro a funcionar. Na membrana inferior (endoderma), um tubo simples vai se formar dando origem aos intestinos, fígado, pâncreas e bexiga.

No início desta fase o embrião tem a forma de um "disco" e mede cerca de 0,4 mm; no final da mesma ele tem a forma de uma "sola de sapato" (a região da cabeça é mais larga e maior que a região da cauda) e mede em torno de 2,5 mm. Vasos sanguíneos secundários aparecem na superfície externa do envoltório embrionário (saco coriônico), que está literalmente imerso no revestimento uterino, dando seqüência à formação da futura placenta.
Futura mamãe:
Sua menstruação está atrasada e, provavelmente, você está grávida. Existem vários "kits" disponíveis para teste de gravidez já com poucos dias de atraso menstrual. Contudo, o ideal é fazer uma dosagem sangüínea do hormônio beta-hCG (gonadotrofina coriônica beta) que é produzido, especificamente, pela placenta em formação. As alterações hormonais que acompanham a gravidez tornam suas mamas inchadas e doloridas, à medida que as glândulas de leite se multiplicam. Você pode começar a sentir mais fome e enjôo pela manhã. Seu útero, em crescimento constante, começa a pressionar a bexiga, aumentando a freqüência urinária. Esses sintomas variam em intensidade de mulher para mulher e de gravidez para gravidez numa mesma mulher.